18 de dezembro de 2015

[Resenha] Intergaláctica - F.P. Trotta

O livro Intergaláctica do nosso parceiro F. P. Trotta está ocupando cada vez mais estantes do Brasil e do mundo, e é claro que eu não podia ficar de fora dessa festa. 




Título: "Intergaláctica" 
Coleção: Intergaláctica
Autor: F.P. Trotta
Tradução: F.P. Trotta
Páginas: 278
Gênero: Ficção Científica
Lançamento: 2015
Edição: 
ISBN: 978-85-6646-456-6




NOTA: 5/5




"Intergaláctica oferece ao leitor uma viagem turbulenta, porém inesquecível, a mundo pitorescos, com tecnologias impensáveis e seres exóticos jamais sonhados pela humanidade. Uma conspiração para controlar o rumo da mais importante expedição espacial da história da humanidade. 3 de Maio de 2031 - No dia de lançamento da aguardada expedição da NASA para explorar a lua de Júpiter, uma das candidatas para habitar vida extraterrestre, a psiquiatra Amanda Collins acorda de um coma após meses batalhando contra uma meningite aguda. Junto com seus pacientes Stryker, Ripley e sua amiga Lina, eles descobrem que fazem parte de um crescente quebra-cabeça envolvendo uma corporação geopolítica underground chamada A Firma, que planeja sabotar a missão, usufruindo de uma nova tecnologia para saquear a nave e destiná-la para um planeta habitável localizado dezessete anos luz da Terra. O quarteto então inicia uma operação para descobrir a verdade por trás da conspiração, mergulhando de cabeça na maior expedição planetária da história da humanidade."

Antes de tudo, você deve ter em mente que Intergaláctica vai mexer com tudo o que você conhece de uma forma extraordinária, literalmente te levando à outras galáxias e implantando um "Será que?" na sua cabeça. 

O livro inicia com um flashback da infância de Amanda, em 2009, na Islândia, onde conhecemos um pouco do seu pai Oswald. Ele é do tipo cientista maluco, mas faz tudo em troca de dinheiro. No ano seguinte Amanda descobre um dos maiores segredos de seu pai, um objeto chamado Órbita, mas como é apenas uma criança, não tem noção da magnitude da coisa.

Em 2031, Amanda acorda de um coma, o que para os médicos parecia algo impossível. Logo conhecemos seus amigos/pacientes, Stryker e Ripley. Os dois a conheceram graças as suas histórias de vida complicadas, onde precisaram da ajuda da super psiquiatra. Amanda como uma cientista, sempre foi um pouco cética, mas uma experiência durante o coma a leva a lugares inimagináveis, e ela crê fielmente que tudo aconteceu, pois não acredita em coincidências. 

"-Isso tem me assombrado. Sempre que esses pensamentos voltam, uma pequena parte de mim passa a detestar a raça humana, não tem jeito." -Amanda

Os dois amigos deixam Amanda a par do que houve enquanto ela estava inconsciente, é então que ela descobre sobre a missão até Europa, a lua de Júpiter, coordenada pela NASA.

Após a saída do hospital, Stryker apresenta Lina à Amanda, e apesar de eu ter achado pouco em comum nas duas, Amanda diz que gosta de Lina por elas pensarem igual. Para completar a vida de Amanda, ela é emboscada por guardas no bar e assim, seus três amigos são repentinamente incluídos nessa história impossível. Amanda conta tudo o que sabe sobre os trabalhos de seu pai, revelando que não é só a NASA que é responsável pela ida até Europa, na verdade, ela quase não tem importância no processo. Descobrimos então A Firma, a empresa secreta de seu pai, onde ele controla seus funcionários tirando suas emoções. E com a cara e a coragem eles decidem invadir para descobrir quais são os planos e deter Oswald, pois Amanda tem certeza que ele não tem boas intenções.

É então que o livro começa a se tornar verdadeiramente extraordinário. Eles descobrem o plano de Oswald, que é ir a um planeta que fica a 17 anos-luz da Terra, mas mesmo com todo um plano feito, os quatro são pegos e colocados em uma câmara de criogenia onde passam pelo hypersleep. Eles dormem durante 10 anos e incrivelmente são resgatados por um dos funcionários da empresa, que quando soube dos planos totais do cientista, se recusou a ajudar.

Quando eu descobri como eles acabam com o plano do Oswald eu tive que largar o livro pra dizer "ELES NÃO ESTÃO FAZENDO ISSO!". Roubam a nave da expedição e vão parar em um planeta chamado Gliese, muito parecido com a Terra, aparentemente desabitado, nos primeiros dois minutos que eles estão lá, HAHA. Eles conhecem seres incríveis, muito mais evoluídos que os humanos, com uma sociedade completamente diferente e o melhor de tudo... Todas as raças coexistem em paz. Eu particularmente me apaixonei pelos Andromedaens, uma raça humanóide, porém habitantes das águas de Gliese, com a pele cinzenta, olhos amarelos e extremamente inteligentes e pacíficos, com o poder da telepatia e mais uma mala de coisas lindas. (Preciso pausar para parabenizar o Franco por conseguir descrever raças tão singulares e ainda nos fazer ficar apaixonados por elas!)

Eles visitam lugares muito bem pensados e detalhados e por fim descobrem seu destino em Gliese e voltam para a Terra com uma missão enorme: Ajudar a fazer com que os seres humanos evoluam para o estágio em que se encontra a sociedade de Gliese. 

"-A Terra vem sido estudada e assistida de perto desde o Início. Falar a sua língua é a mais fácil das tarefas. Verão que estamos lhe ajudando porque não é coincidência alguma o fato de estarem aqui conosco." - Synthious
Depois que eles voltam a Terra acontecem reviravoltas incríveis e Amanda acaba voltando para Gliese em missão especial. A partir daí o livro se torna extremamente imprevisível e se possível, ainda mais emocionante.

OPINIÃO DA LEITORA:

Bem, comecemos pelos personagens. A Amanda é extremamente controladora, tanto que quando os fatos começaram a sair de seu controle em Gliese ela fica angustiada. É prepotente, mandona e fala tudo o que pensa sem pensar se vai ofender ou não, mesmo que seja para o bem da pessoa. Mas mesmo assim consegue ser corajosa, altruísta e inteligente. Claro que eu adorei a Amanda! Quem não me agradou muito foi a Lina, me pareceu carente demais, necessitada demais, colocando a Amanda no pedestal logo de cara sem conhecê-la, simplesmente NÃO! Stryker é super gente boa, sarcástico e bem humorado. Ripley ficou literalmente apagada, como uma personagem secundária que aparece no começo e no fim sem muita interferência na história. Franco soube construir um vilão com maestria, até agora meu ódio pelo Oswald não passou! Ele é simplesmente um cara mal, que não se importa com ninguém, capaz de destruir todos para obter poder, que é exatamente o que nos faz o odiar.

O enredo é muito bem construído, os saltos temporais não ficaram confusos, apesar de uns serem bem grandes, os lugares foram bem detalhados, todas as raças bem descritas e organizadas, desde características físicas ao idioma utilizado, a trama consegue nos prender e quando você acha que chegou no clímax da história você ainda não tá nem na metade. 

Gostei do livro ser em terceira pessoa, porque parece que estão brotando livros em primeira pessoa de todos os lugares! Não que eu não goste, mas é bom variar. Outra coisa maravilhosa do livro são os nomes dos capítulos, é difícil encontrar livros assim hoje em dia e eu simplesmente me delicio com cada título. 

Intergaláctica é um livro que mistura ficção científica com vida real e uma pitada de utopia que beira o misticismo. Eu só sei que eu preciso do segundo, que aliás já está saindo do forno e o título é "Interdimensional", acompanhem o Franco nas redes sociais para saber mais! 

Espero que tenham gostado da resenha, beijos e leiam Intergaláctica! 

Nos sigam no instagram: @paginasencenadas
Curte a gente no facebook? O link tá aqui do lado! 

2 comentários:

  1. Franco conseguiu nos levar pra outro mundo com esse livro. Estou mega ansiosa para ler Interdimensional logo! haha
    Amei sua resenha! Beijos Alana.

    www.ironiadascapas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Franco conseguiu nos levar pra outro mundo com esse livro. Estou mega ansiosa para ler Interdimensional logo! haha
    Amei sua resenha! Beijos Alana.

    www.ironiadascapas.blogspot.com

    ResponderExcluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo