13 de janeiro de 2016

[Resenha] Aníur, Esther Moratto.

Título: "Aníur" 
Coleção: -----
Autor: Esther Moratto
Editora: Young
Páginas: 213
Gênero: Ficção Urbana
Lançamento: 2016
Edição: 
ISBN:  978-855-69-5001-7





NOTA: 5/5



Booktrailer:



Sinopse:
"Jake e Meg são jovens recém-casados, teriam um belo futuro pela frente. Mas, não contavam que uma grande catástrofe acabaria com suas vidas. Um terremoto se instalou na cidade em que vivem e um vírus se espalhou após o incidente, onde qualquer ser que tivesse infectado morreria em minutos. Será que essa ruína é o fim do mundo? Descubra essa história agoniante que vai te prender do começo ao fim."
Enredo:

Jake e Meg se conheceram ainda jovens, sempre foram muito batalhadores, ela trabalha com moda e ele é publicitário. Com muito trabalho conseguiram comprar um apartamento e juntar dinheiro para o casamento. Foi a cerimônia perfeita, eles estavam muito felizes e depois de um fim de semana só deles, o casal volta para o novo apartamento e para a vida real. 

Infelizmente assim que chegam Jake tem que viajar por dois dias à trabalho e se sente péssimo por deixar Meg. No dia em que viaja, Meg está sozinha no apartamento quando um terremoto de alta magnitude assola a cidade e ela fica presa no meio dos escombros do apartamento recém comprado. 

Depois de resgatada, Meg só tem duas preocupações: entender o que está acontecendo e encontrar Jake. Como se não bastasse as pessoas começam a passar mal e vomitar sangue e as que entram em contato com a vítima também começam a passar mal. Meg se tranca no vestiário da quadra onde se encontra, com Monica e Cris, duas das sobreviventes que ela conheceu. 

Nesse meio tempo, Jake, que estava tentando avisar Meg que voltaria pra casa mais cedo, vê todos do avião entrarem em pânico, depois que descobre o que aconteceu na cidade, Jake se desespera e só pensa em encontrar Meg. Chegando na cidade, ele vê o quão grande foi o desastre... Não há luz, não há bombeiros, polícia, sobreviventes, nada... E mesmo assim, na cara e na coragem, ele vai atrás de Meg. 


Fugindo do que parecia uma doença transmitida por contato físico, Meg foge para leste com um grupo de sobreviventes que achou no caminho. Lá ela conhece Zou (o líder), Felipe, Lucas, Juliana e várias outras pessoas, eles se abrigam em uma fazenda na estrada.

Jake continua atrás de Meg e então encontra uma casa sendo atacada por dois militares e apenas um
homem negro, alto e forte combatendo os dois. Jake decide ajudá-lo, mas suas condições já não eram das melhores, ele estava com fome, com sede, machucado, mas reúne forças e ajuda o homem que foi baleado duas vezes, mal sabendo que ele conhecia sua mulher. 

Depois de dias presos na casa, eles vão atrás dos outros e finalmente Jake e Meg se reencontram, mas será que irão ficar juntos?


OPINIÃO DA LEITORA:

Bem, eu acordei de madrugada e não consegui mais dormir, então decidi ler Aníur, primeiramente com a intenção de ler apenas 2 capítulos para fazer o "Primeiras Impressões", mas quando dei por mim já estava no capítulo 25 e continuei lendo e lendo e quando vi já tinha acabado... Foram 213 páginas de angústia, emoções, medo e esperança. 

O que me manteve presa à leitura com certeza foi a magnitude do cenário do livro e também o fato de sempre que Jake e Meg estarem perto de se reencontrar algo os levava para caminhos diferentes, quase tenho um ataque. 

Primeiro pensei que fosse ser algo como apocalipse zumbi e depois eles descobririam uma cura, mas é algo muito pior ("Nossa Tammy, pior que um apocalipse zumbi?" Sim, porque pelo menos em um apocalipse zumbi as pessoas sabem contra o que estão lutando) e foi impressionante. A autora faz cenas curtas, mas com muita emoção, com capítulos intercalados entre os personagens, o que tornou a leitura dinâmica, apesar de não ter aproveitado os capítulos do Zou, não porque são ruins, mas porque não fui com a cara dele mesmo. HAHA

O final é muito mais emocionante e frustrante de certa forma, mesmo com um final alternativo, aliás adorei isso, a carga emocional do livro é muito grande e nos faz repensar muita coisa. 

Aníur nos dá uma perspectiva de como seria ter seu mundo acabado em menos de um dia e ter que aprender a sobreviver em um novo mundo cheio de incertezas, tragédias e perigos. E ainda por cima como é procurar e esperar por alguém que pode não voltar... 

Clique aqui para adicionar o livro no skoob!

Espero que tenham gostado da resenha, beijos e até a próxima!

2 comentários:

  1. Tammy!! Amei a resenha <3 Fiquei nervosa e angustiada de ler o que você sentiu e passou com o livro. Não tenho nem palavras para descrever a alegria que estou sentindo. Muito obrigada linda e sucesso com o blog. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço Esther! Quero mais livros sobre Aníur haha! Parabéns pelo livro e sucesso sempre. c:

      Excluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo