9 de março de 2016

[Resenha] O Silmarillion, J. R. R. Tolkien - Parte #4

E aí pessoal, hoje trago pra vocês a parte #4 da resenha de O Silmarillion! No capítulo de hoje vocês vão saber como surgiu a raça dos Anões.

Título: Quenta Silmarillion
Capítulo: De Aulë e Yavanna














Quenta Silmarillion - A história das Silmarils

De Aulë e Yavanna

Aulë anseava muito pela chegada dos filhos de Ilúvatar, era tão grande seu desejo de ter aprendizes a quem pudesse passar seus conhecimentos, que criou seus próprios seres, os Anões.

Como Melkor ainda dominava boa parte da terra, Aulë os fez fortes e obstinados, teimosos e resistentes como pedra. Primeiro criou os Sete Pais dos Anões num palácio sob a Terra Média, em segredo, pois temia que os outros Valar condenassem sua obra.

Ilúvatar sabia o que estava sendo feito e, quando Aulë finalizou sua obra, Ilúvatar questionou o que ele havia feito, Aulë confessou sua motivação e ofereceu os anões como um presente, porém achou que fosse melhor destruir sua criação.

Aulë ergueu um enorme martelo sobre os anões e eles imploraram por misericórdia. Ilúvatar se comoveu e os aceitou como filhos adotivos,mas com uma condição: eles dormiriam esperando os surgimento dos primogênitos (elfos).

Yavanna disse que os filhos de Aulë teriam pouco amor pelas obras dele, pois ele havia escondido esse segredo. Os anões escavarão a terra e darão pouca atenção ao que vive e cresce nela.

Considerações do leitor:

A resenha de hoje foi bem curta né? Bom, com certeza esse capítulo no livro possui mais detalhes, porém eu tenho ressaltado os eventos mais importantes para não ficar tão extenso e pra não estragar a experiência de quem pretende ler o livro.

E na próxima resenha já vamos ver o despertar dos elfos e mais uma batalha contra Melkor! 


Obrigado pessoal! Acompanhem a gente nas redes sociais e deixem sua opinião abaixo! =D

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo