24 de fevereiro de 2017

[RESENHA] "Entre a culpa e o desejo" | Clube dos Canalhas #2 | Sarah MacLean


Voltei com mais um romance de época porque eu NÃO me controlo, gente! Adoro essas histórias. Mas a de hoje é bem especial. Então senta, pega a pipoca e vamos conversar sobre Entre a Culpa e o Desejo da queridinha Sarah MacLean.


Título: Entre a culpa e o desejo | Autor: Sarah MacLean | Coleção: Clube dos Canalhas #2 | Editora: Gutenberg | Ano: 2015 | Pag: 304 | Gênero: Romance de Época

"SEU PRÓXIMO EXPERIMENTO CIENTÍFICO? Entregar-se a um canalha!

Lady Philippa Marbury não é como as jovens de sua época. A brilhante filha do marquês de Needham e Dolby se preocupa mais com seus livros e experimentos do que com vestidos e bailes. Para ela, um laboratório é muito mais atraente que uma proposta de casamento, e é por isso que, ao ser prometida a um noivo com quem não tem nada em comum, Pippa tem apenas duas semanas para empreender seu último experimento: descobrir todos os prazeres e todas as delícias da vida antes de passar o resto de seus dias ao lado de alguém que ela mal conhece.

Como boa cientista que é, Pippa investiga a vida do homem que parece ser a cobaia ideal para realizar suas experiências: Sr. Cross, o atraente sócio do cassino mais famoso e cobiçado de Londres, um libertino cuja má-fama foi cuidadosamente construída sobre o vício e a devassidão. Um canalha perfeito para explorar suas fantasias e satisfazer sua curiosidade sem manchar sua reputação de moça de família.
Mas o que Pippa não sabe é que, por baixo das aparências, Cross esconde segredos obscuros e que, ao receber a proposta da garota, ele está diante de uma oferta que pode destruir tudo aquilo que durante anos ele se esforçou para proteger.
Terrivelmente tentado a se envolver nessa aventura que promete o mais puro prazer sem qualquer outra emoção, tudo o que Cross deseja é dar a Pippa exatamente o que ela quer, mas ele sabe que ninguém sai ileso do caminho da satisfação e, assim, Cross terá de usar cada miligrama de sua força de vontade para não perder o controle e resistir à tentação de entregar à jovem muito mais do que ela ousa imaginar."


Antes de mais nada eu preciso dizer que Entre a Culpa e o Desejo é um dos romances de época mais divertidos que já li. A protagonista, Philippa Marbury - sim, irmã da protagonista do primeiro volume da série e que tem resenha AQUI - é vista como uma estranha pela sociedade londrina. O motivo é o que me fez a amar: ELA É UMA CIENTISTA! Ao invés de pensar em pretendentes ela prefere pensar em botânica, criação de animais, anatomia e tudo mais que desperte sua fome por ciência. Mesmo com essa personalidade super atípica, Philippa sabe que tem um "papel social" e precisa casar-se. Mas por ser a estranha da família, não é grande a quantidade de aristocratas interessados na jovem. Aliás, ela se vê noiva de alguém cuja a sociedade vê como um idiota por não ser muito esperto e inteligente, mas Pippa (apelido) aceita por ele ser gentil e gostar de animais - o que pra ela é muito importante. 

Mesmo com a insistência da irmã mais velha e do cunhado, dizendo que ela não precisa casar-se com ele se não quiser, Pippa insiste em manter a escolha, pois pra ela honestidade e compromisso são coisas super valiosas. Mas algo intriga Pippa... Ela não entende muito bem a mecânica do casamento. Na verdade ela não entende nada que não seja anatômico do sexo oposto e nem sobre relações entre homem e mulher. Aliás parece que todos entendem, até sua irmã mais nova que não deveria entender, menos ela. Então ela começa uma pesquisa científica procurando entender o casamento e suas funções como esposa.

É então que o livro começa a ficar hilário. Na tentativa de entender como funciona o casamento e sabendo que não vai conseguir nada com seu noivo, Pippa procura um dos libertinos conquistadores mais famosos de Londres e não por coincidência sócio do seu cunhado no maior antro de jogatina da cidade, Cross.

Ele imediatamente promete pra si mesmo ficar longe de Pippa, pois ela causa nele o que nenhuma mulher jamais causou. Ele se recusa a ajudá-la, mas ela é de uma insistência extraterrestre, então ele se vê num beco sem saída, ou ele a ajuda, ou ela pede de outras pessoas e provavelmente acaba com sua reputação. E ele não sabe o que é pior, ajudá-la e correr o risco de perder o controle e ser morto por Bourne (cunhado de Pippa e sócio dele), ou vê-la colocar sua vida inteira em risco por causa de algo que CLARAMENTE não é científico. Só que Pippa não entende isso! Não acredita em amor, nem em emoções tolas, então pra ela é sim um experimento científico... Pelo menos é o que ela acha. Pippa começa a sentir coisas estranhas, mas parece que quanto mais ela tenta se abrir, mais o Cross se afasta.

É então que conhecemos o passado sombrio e doloroso de Cross. Ainda assim Pippa se mantém inocentemente na sua pesquisa, na sua busca para entender o misterioso, lindo e inteligente, Cross, ela acaba se perdendo em seus próprios pensamentos e experimentos.

Uma coisa que faz o livro valer a pena é que pelo fato de os personagens terem personalidades tão únicas, tão atípicas, a história não se torna previsível, pois cada um tem seus princípios a zelar. Em vários momentos tive dúvidas com relação ao rumo da história e isso só me fez devorar o livro cada vez mais rápido. Ao contrário do primeiro volume que teve um final bem previsível, a trama deste melhora em dez vezes.

É um livro divertido, alucinante, empolgante e com uma trama de tirar o fôlego. Com certeza foi para a lista de favoritos nos romances de época! E eu já estou indo ler o terceiro da série (são quatro livros)!


Por hoje é isso gente, beijos e até a próxima!
NOS ACOMPANHEM PELAS REDES SOCIAIS!
#ResenhaDaTammy

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo